segunda-feira, 12 de abril de 2010

Tormentas...



















Esse rio que é minha vida
Sempre a correr sem parar,
Saltando sobre os obstáculos,
Desviando das pedras
Que surgem pelo caminho...

Muitas causam quedas
Difíceis de superar.
Tempestades e calmarias
Nos encontros e desencontros,
Dores e alegrias,
Amores e decepções...

Tenho que seguir em frente,
Impossível voltar...
Esse é o milagre da vida
Nascer, crescer, viver e morrer...

O rio precisa ir
Ao encontro do mar!...

Maria Bonfá

19 comentários:

Phivos Nicolaides disse...

Este poema é tão bonito e sensível! Você é uma bela personalidade querida Maria. Felipe.

Beta disse...

Lindo texto!
Realmente lindo!
Querida, já se inscreveu em nosso sorteio? Te espero!!

Obrigada pelas lindas palavras.

bj

Mariazita disse...

Oi, Maria
Que bom que vc já se encontra restabelecida, e nos brindando com seus belos posts.
Este poema é muito bonito, retrata uma vivência bem real.
Escolhos...qual a vida que os não tem? Mas, como vc muito bem diz, há que seguir em frente - esse é o milagre da vida.

Muito obrigada pelas suas lindas palavras.

Beijinhos

Entre o Real e o Virtual disse...

Que lindo!
Nossa vida é assim mesmo, como um rio que segue seu caminho.
Adorei.
Beijão,
Gi.

Chica disse...

Maravilhoso e sentido poema!beijos e uma linda semana,chica

Leonardo B. disse...

[é doce morrer no mar... não é como diz a canção?]

um imenso abraço, Amiga Maria

Leonardo B.

Ricardo Jared disse...

Parece que tds resolveram saudar o mar, e isso é mt bom, eu amo o mar. Que bom que estás de volta,li que estavas doente.Sejas bem-vinda e desculpas minhas ausencias, ando sem net em ksa e uso rapidamente a do trabalho.

Um grande beijo.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

esse é o rio. Sinuoso, turvo, curvo com subidas e descidas. ssim como nós, né Maria Bonfá? oberigaod pelas palavras.Hoje eu estava precisando. Beijos

Naty Araújo disse...

Um delírio esse poema.
Perfeito.

beijos, querida.
Adoro te ler tbm.

Daniel Savio disse...

Mas com este desencontros, nos fazemos melhores...

Hah, desculpa por demorar a te visitar, mas fiquei bastante dias fora, ai junto muita coisa para fazer =P

Mas vou estando por aqui, ok?

Fique com Deus, menina Maria Bonfá.
Um abraço.

Pérola disse...

Amiga,eu adoro os seus escritos.
Embora os acho em alguns momentos tristes,demonstra um dor sem fim.
Parabéns grande poeta.
Beijokas.

Alvaro Oliveira disse...

Amiga MARIA

eM CADA VISITA AO SEU MARAVILHOSO ESPAÇO, ME SURPREENDO COM SEUS VERSOS. eM CADA SEU POEMA SEMPRE ENCONTRO UM MELHOR QUE O OUTRO.
fICO ENCANTADO COM TUDO O QUE É DADO LER. E ESTAS TORMENTAS DESCREVEM UMA REALIDADE EM QUE ME REVEJO. LINDO, MINHA AMIGA.

BEIJOS

ALVARO

Sonhadora disse...

Minha querida Maria
um poema muito belo e todo verdade...é mesmo assim.

Deixo o meu carinho e um beijinho.

Sonhadora

IT. disse...

É, amiga! as tormentas em nossas vidas sempre existirão.Temos que seguir em frente,como tão bem disse.
Esse é processo natural da vida.

"o rio precisa ir ao encontro do mar"

Eis ai a finalização, ou seja, o recomeço; renasceremos e viveremos.

Bjim

Geisa Machado disse...

E quando o rio chega no mar, ele se torna o próprio mar! Muito bom este poema, minha amiga! É isso aí, ir sempre em frente!!!
Vc recebeu as fotos da Sueli? Lá dá pra ver a nossa farra. rsrsrs Quero de novo! sniffff
Bjussss

Rosemildo Sales Furtado disse...

Acho que a vida só é boa devido a esses altos e baixos, se tudo fosse como nós quiséssemos, reinaria a monotonia e nada teria valor. Tudo aquilo que conseguimos com sacrifício, tem mais sabor.

Belo poema amiga. Adorei!

Beijos e ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

*Mi§§ §impatia* disse...

Uauuuuuuuuuu, vc sempre arrasando amiga, voltou com força total heim? Adorei!!
Uma linda semana pra ti, beijos.

betencourt disse...

Lindo

É o amor que está a chegar

Linda imagem do rio ao encontro do mar...

È assim que visualizo você ao encontro do seu grande amor

Beijo

Amapola disse...

Que maravilha...

Um grande abraço, amiga.