domingo, 4 de setembro de 2011

Paixão

















Escorre ainda em ti
A tinta do poema
Que desenho em tua pele .

Tateando teu corpo
Traço caminhos
Por onde meu desejo anseia.

Bocas e mãos
Que se integram,
Interagem...
Misturam-se!...
Numa troca de prazer...
Único!...Intenso!

Corpos que se encaixam,
Prendem-se
Cúmplices,
Se repetem, se dão...
Em suspiros entrecortados!...

Maria Bonfá
19/10/10

3 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Saudades de ti, espero que estejas bem.
O teu poema é lindo como sempre, escorrendo sensualidade em cada letra.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

and disse...

oi neguinha adorei teu poema, da sua filhinha andreia

and disse...

amei seu poema da sua filhinha