sábado, 26 de outubro de 2013

Despedida






















Meus olhos te fitavam suplicantes.
Os seus, me olhavam com o frio do gelo.
Já não éramos mais um só.
Éramos vidas partidas.
Amor sem volta...
Somente despedida.

Maria Bonfá
26/10/2013

2 comentários:

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Olá Maria! Passando para te cumprimentar e me deliciar com mais uma das tuas belas criações.

Beijos,

Furtado.

Nilson Barcelli disse...

A súplica não adianta quando o amor não tem volta...
Belo poema.
Maria Bonfá, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.