sábado, 29 de setembro de 2012

Sem medo...





































Você chegou
Perto de mim
Tão de repente,
E lançou-me um
Olhar ardente.

Meu corpo te quis,
E clamou pelo seu carinho...
Minha boca ficou sedenta
De um beijo molhado.

O desejo fez-me frágil
E tão dependente...
E fui sem medo
viver essa aventura
Inconseqüente...

Maria Bonfá

3 comentários:

Leila dos Reis disse...

Olá minha preciosa poetisa e amiga Bonfá,
fiquei feliz por estar aqui comigo e os demais.
Te agradeço carinhosamente por prestigiar o poeta Marcos Cione,
também te parabenizo por teu blog que já o sigo há um tempinho, é lindo, tudo muito lindo.
Um final de semana repleto de coisas boas.
Um cheiro
Eu Leilinha

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Sempre intensos os teus poemas, tinha saudades de te ler.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite!
Tudo bem?
Maria!
Lindos e intensos versos
....quando surge a inconsequência de um desejo, por vezes o verdadeiro conflito é interno, é entre a razão e a emoção, e todos os olhares ardentes ou bocas molhadas possíveis são apenas veículos, meios para nos lembrar da responsabilidade, da moralidade ...mas que muitas vezes vale a pena...ah sem dúvidas!
Obrigado pelo carinho das palavras e participação em meu blog!Muito feliz!
Boa quarta feira!
Beijos