quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Complexidade



































Não deveria estar triste,
mas de fato estou.
Queria não ter ansiedade,
mas estou ansiosa.

Desprezo a autopiedade,
Mas sinto-me fraca para abandoná-la.
Quero mover-me rapidamente,
mas meus passos estão inertes.

Tinha o ideal de muito construir,
e a realidade só fez destruir.
Almejei tantas coisas,
que se esvaíram ao vento.

Revolto-me contra a indiferença
que eu sinto ao meu redor
Uma chuva suave está caindo
Mas meu coração quer tempestade

Rejeito o mundo externo
E mergulho na minha intimidade.
Um jogo de realidade e ilusão,
A verdade lutando com a mentira.

E quem pode dizer
o que é certo ou errado?
e nessa confusão de meus pensamentos,
sinto-me extenuada.
Por saber que somos medidos
pelo que temos, não por quem somos.
Essa é a moral do mundo.


Maria Bonfá

5 comentários:

Al Reiffer disse...

Gostei dos teus textos, parabéns pela qualidade!

Sonhadora (RosaMaria) disse...


Minha querida

Que todos os teus dias sejam Natal e do coração nunca se apague o sol
Que todos os momentos sejam plenos de felicidade...amor e esperança
Que todos os sonhos se transformem em realidade com a força do amor
Que o espírito do verdadeiro Natal renasça nas mãos de uma criança

Os meus votos de Feliz Natal junto de todos que te são queridos e
que a felicidade e o amor estejam sempre presentes na tua vida.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

O eterno e incômodo hiato entre o que se ter e o que se tem... Bela reflexão, Maria. Feliz Natal!

Viviane Glenn Becker disse...

Quantas poesias lindas!
Gostei principalmente deste pois ele transmite o que passamos no final de ano, sei que é seu, mas me identifiquei bastante! Hora de reflexão, de ver o que deu errado, daquela nostalgia pelo que ficou!

Beijos e um ótimo final de semana!
Vivi
http://maniadeguria.com.br

Maria Rodrigues disse...

Nostálgico e belo.
Que 2013 seja um ano de realizações pessoais e profissionais, sonhos realizados, alegrias constantes, saúde e incontáveis momentos felizes.
Bom Ano Novo!
Beijinhos
Maria