segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Vazia...










Todas as vezes que eu estou assim
vazia de mim,
Minha alma fica calada, fechada,

Meu corpo não reage
e minha inspiração foge de mim
Calando os meus versos,

E eu preciso falar das minhas
vontades,meus desejos
e saudades

Que machucam e me fazem
chorar lagrimas de dor

Maria Bonfá

5 comentários:

Mariana disse...

Enche meu coração visitar o teu blog.
Teu mar trás muita energia.
Até o poema "Vazia" enche a alma.
Tenhas uma semana iluminada.
bjs

Úrsula Avner disse...

Olá Maria, linda poesia onde o eu-lírico transborda intensos sentimentos em forma de melancolia. Mas lembre-se : só o vazio é cheio de possibilidades. Um abraço.

mimbre disse...

Hola María...
Todos, absolutamente todos tenemos días en que estamos"vacios", más no debemos desesperar, siempre tras una larga noche...Sale el Sol¡¡ Así es que arriba ese animo y todo estara bien, muy bien pronto¡¡
Un abrazo enorme,AMIGA¡¡
Osvaldo

Chá das Cinco disse...

Que lindo Maria,
a imagem é maravilhosa.
Deixo aqui o meu beijo.

"re" disse...

Maria

O vazio é desesperante; até porque quanto mais tentamos dar-nos momentos que o preencham, pior nos sentimos... a única coisa que resulta é tentar dar momentos que preencham aos outros, às pessoas que ama - aí sim, vai sentir-se bem melhor...
Vá preenchendo esse vazio com os pequenos nadas que vais vivendo, dia a dia....

Agradeço-lhe pela visita e pelo carinho e suas palavras.
Gostoso teu canto.
Obrigada

Un beso