quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ainda amo você

















Te assustei com minhas ansiedades
Sobrecarreguei-te com meus medos,
e minhas inseguranças.

O que sentias por mim,
era pequeno demais
para conseguir lidar, com
tantas pressões que eu te fazia.

É que eu te amava tanto!..
Necessitava sentir-me amada.
E isso você não podia dar-me.

Entendi tudo isso agora...
Sofro com sua ausência...
Ainda amo você!...

Maria Bonfá
23/09/10



9 comentários:

Luciana Klopper disse...

Perfeito pro q uma amigona minha ta vivendo, vou mostrar o post pra ela!

Marilu disse...

Querida amiga, lindo poema, mas não fique vivendo de lembranças, ame novamente e seja muito feliz. Beijocas

Daniel Savio disse...

Infelizmente, as vezes o amor se mostra pequeno para o sentimentos que nós temos...

Fique com Deus, menina Marai Bonfá.
Um abraço.

Chica disse...

Lindo amor e agora, saudades!

beijos,linda primavera!chica

Rosemildo Sales Furtado disse...

Lindo poema minha amiga. Muito profundo. Quando se ama, a saudade já é um alento.

Beijos e fique na paz de DEUS.

Furtado.

"Cantinho Poético" disse...

SELINHO PRÁ VOCE!! PEGUE AQUI!!
http://ocantinhopoetico.blogspot.com/

Beijos Meussssssssss**************M@ria

Alvaro Oliveira disse...

BOM DIA AMIGA MARIA BONFÁ

APÓS AUSÊNCIA MOTIVADA POR CIRURGIA AOS OLHOS, ESTOU DE REGRESSO AO CONVIVIO DOS AMIGOS.

lINDISSIMO ESTE POEMA DE UM AMOR MUITO SENTIDO. aDOREI

TENHA UM BELISSIMO FIM DE SEMANA

BEIJOS

ALVARO

Priscila Rôde disse...

O tudo de alguém pode ser tão pouco, tão insuficiente...

Gislãne disse...

Gostaria que vc visitasse o meu canto, é novo, e é postagem de textos de Saramago.

bjos

:)