sábado, 18 de setembro de 2010

De onde?....




















De onde vem essa dor
que me consome?
Machuca minhas entranhas
dilacerando-me o coração?

Quanta mentira digo para mim
Eu só finjo que não sei
Que é tua ausência
que tira a vida de mim

Maria Bonfá
07/09/10

9 comentários:

Lau Milesi disse...

Maria, querida amiga, poetisa maior. De que você nos estava privando...Lindo, seu poema, muito lindo. Mas a vida é sua, tome-a pelas rédeas e a viva. Ela não pode ser passada a limpo.

Você é muuuito talentosa.Parabéns!!

Um beijo

E.T. Será que foi aqulea mensagem que te inspirou assim? [rsrs] Que fotos!!! My God!!!

Daniel Savio disse...

As vezes veem de dentro deste mesmo orgão que acaba tendo a dor...

Fique com Deus, menina Maria Bonfá.
Um abraço.

Elania disse...

Muito lindo *-*

Marilu disse...

Querida amiga, poema tristinho, tenha um lindo final de semana...Beijocas

Chica disse...

A saudade faz tudo isso!Lindo!beijos,chica

Mariana disse...

Poema triste, mas após estes momentos virá alegria,amor e tds as tristezas serão superadas.
Saudade de passar aqui.
Tenhas um ótimo fim d semana.

Kimbanda disse...

Olá querida Maria!
Um poema conciso e cheio de intensidade a marcar um momento de interiorização que apesar de sofrido, espelha o vigor da poetiza que tanto admiro.
Kandandos meus e resto de um óptimo domingo.

meus instantes e momentos disse...

bonito de ler, triste mas bonito.
bjs pra vc.
Maurizio

Phivos Nicolaides disse...

Belas palavras. Poema excelente. Bjs